Sobre a adaptação de instrumentos psicológicos para uso no Brasil

Com os avanços nos estudos em todas as áreas da ciência, muitas informações, testes e tratamentos sofrem mudanças constantemente. É normal descobrir novos meios para obter resultados positivos, encontrar obstáculos que estavam sendo utilizados de forma errada, e muitas outras coisas.

Por isso, estar atento é algo de extrema importância. E essa atenção também é válida para os psicólogos. Muitos instrumentos utilizados para as avaliações tem origem em outro país, porém, será que elas realmente vão servir para ser aplicadas em pacientes brasileiros?

Em outro exemplo podemos ver que também temos que avaliar o tempo em que esse instrumento está sendo utilizado. Será que um método que usamos há 50 anos pode funcionar hoje em dia?

Ou então podemos pensar da seguinte forma: podemos usar o mesmo meio para avaliar um paciente e de 15 e outro de 65 anos?

E é por esse motivo que tudo deve ser “validado e/ou adaptado”. Os processos precisam ser pensados para que o melhor resultado seja extraído. Para que todo esse trabalho seja bem feito, é necessário estar atualizado com as novidades do mercado e estar atento às demandas dos pacientes.

Pensando na importância de mostrar aos profissionais da psicologia o quão importante é esse tema e como todos devem agir para validar esses instrumentos de trabalho, o PSICOLOG criou o curso “Tradução, Adaptação e Validação de Instrumentos Psicológicos para aplicação no Brasil”, curso que vai acontecer em duas sextas-feiras, dias 21 e 28 de novembro, das 19h às 22h, na sede do PSICOLOG.

Se esse tema te interessa, saiba que as inscrições ainda estão abertas. O investimento para aqueles que se inscreverem até o dia 07 de novembro é de R$239 e o valor pode ser parcelado. As inscrições devem ser realizadas no site do PSICOLOG.